segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Porque o fly não é popular? (parte 1)

Vou contrariar uma “regra” minha e fazer um post longo, dividido em 2 partes. Hoje vou falar sobre equipamentos, outro dia falo sobre a parte prática.


Existem várias teorias, eu também tenho a minha, que dá pra resumir na seguinte frase:

Pesca com mosca não é popular, principalmente no Brasil, porque mais de 90% dos praticantes são METIDOS A BESTA!

Antes de você fechar esta janela e remover dos favoritos (o quê? Ainda não está lá!) leia a explicação.

Muito se discute sobre ser caro, ou não, e acabam fazendo comparações que não têm cabimento.

Quem já pratica o fly fishing se defende acusando a pesca com iscas artificiais (bait casting) de ser muito mais caro, por conta de existirem iscas de até 100 reais, carretilhas de R$1.000, etc. Mas esquecem que também existem iscas de 10 e carretilhas razoavelmente boas de R$115.

Toda comparação tem que ser no mínimo coerente.

TODO E QUALQUER HOBBY pode ser muito caro, vai depender do vício de quem o pratica. Exemplos: já vi pescadores de lambaris com varas telescópicas de 300 reais, de 5 tamanhos diferentes, total: R$ 1.500; uma vara pra pesca de praia pode chegar a custar mais de 800 dólares (conheço uma loja que vende umas 5 dessas por mês); pagar 100 reais em uma única isca artificial é um absurdo.

Aí você pode dizer: “Ah, mas pra pescar de praia não precisa de vara de 800 dólares, lambari pesco com varinha de bambu de 5 reais e não preciso das iscas de 100 compro as nacionais de 14 reais”.

O problema é que quase ninguém diz que no fly também não precisa.

Tudo bem que a disponibilidade de equipamentos não é tão grande, mas é possível. Existem várias opções para o iniciante, não vou citar marcas (pelo menos até receber algum patrocínio :-)), sem contar os equipamentos usados.

Só que quando alguém quer começar no fly, a maioria, OS METIDOS A BESTA, dizem: você tem que comprar uma vara da marca “S”, R$500 no mínimo, uma carretilha da “T” de R$200, tem que ter o carretel extra + R$150, linha de R$180, wader e wadding shoes (mesmo que o cidadão nunca vá pescar dentro da água), etc. SENÃO VOCÊ NÃO VAI CONSEGUIR PESCAR.


BALELA!

FIRULA!

ESTRELISMO!


Hoje, com muito pouco é possível começar a pescar com mosca. Obviamente não será um equipamento top de linha, mas você provavelmente aprendeu a dirigir num Gol 1.0 (ops! VW quero patrocínio, senão mudo de montadora. hehehe) e não numa Ferrari (se a escuderia também quiser patrocinar aceito uma camisa ou uma F50).


Acho que já deu pra entender a idéia. Semana que vem tem a parte 2 deste assunto, onde vou comentar a iniciação do aspirante a mosqueiro.

2 comentários:

Andreas disse...

Eloy ...
O iniciante muitas vezes não sabe diferenciar um equipamento barato de um equipamento porcaria. Sendo assim, ou compra um TOP de linha garantido ou como no meu caso, acabo não comprando nada.

Parabéns pela iniciativa do blog.

Abraço

Antonio Marcos disse...

bem, o problema é que os metidos a besta não explicam que existem boas opções a bons preços...
Sendo assim, até que sou obrigado a quase concordar com vc narigudo.
Bom, e polêmico post!!!